quarta-feira, 18 de maio de 2011

Profissões que eu não entendo

Bem amiguinhos, já falei neste blog mesmo que eu acho que trabalho nada mais que pagar aluguel pra Deus por viver no mundo dele.
E só trabalho mesmo porque preciso ter mais dinheiro pra comprar mais sapatos e porque eu ganho dinheiro fazendo o que eu gosto de fazer.

Mas tem umas profissões que eu nunca vou entender, segue a lista de algumas:

Alpinistas:



O cara tá em casa, no conforto do lar, tomando um Toddy quentinho e tem uma idéia genial:
Por que eu não subo uma montanha perigosa, íngreme e cheia de perigos agorinha mesmo?

Aí vai lá o cidadão, escala a montanha, enfrenta dificuldades, ar rarefeito, congela metade do pulmão, os dedos ficam pretos e caem, o nariz apodrece e ele morre PRA QUE?

Pra chegar no topo da montanha, curtir uma hipotermia gostosa... e descer.


Bancários:




Juro que eu acho que bancários são bancários só pela vibe de fazer greve.
Porque eu prefiro dar com a minha cara num bloco de mármore até esculpir o Davi de Michelangelo do que entrar espontaneamente numa fila de banco e não aceito o fato de que pessoas trabalham porque querem (geralmente durante anos) neles.


Terapeutas Ocupacionais




Eu nunca entendi o que terapeutas ocupacionais fazem. Se souber me conta bem didaticamente, porque eu não sei mesmo.


Triatletas



Tenho preguiça só de assistir a uma prova dessas.
A pessoa corre vários km, troca de roupa, nada vários km, troca de roupa de novo e anda de bicicleta vários km.
Aí ela desisdrata, fode com os ligamentos, sente dores musculares terríveis e morre e PRA QUE?
Pra provar sei lá pra quem que ele é o mais resistente de sei lá o que. Pior que triatletas só os pentatletas mesmo, que entre uma corrida e a natação jogam xadrez pra relaxar.

Correspondentes Internacionais de Guerra




A única correspondente internacional que se deu bem mesmo foi a Ilze Scamparini, que ta lá na Itália de boa e aparece muito de vez em quando só pra dizer que o Papa fez uma oração em 123764 línguas.
Mas aí tem caboclo que resolve se enfiar no meio de uma Guerra lá na pqp do Iraque e eu já não consigo mais racionalizar uma atitude dessas.
Daí o cara enfia o pé numa mina terrestre, é sequestrado por um grupo terrorista, tem o carro bombardeado, a câmera roubada e morre e PRA QUE?
Pro Bonner aparecer triste com voz de pesar anunciando que a Globo perdeu um belíssimo repórter.

Recordistas em geral



Não sei bem se isso é profissão ou não, mas eu nunca vou conseguir entender o que dá na telha de uma pessoa pra ela resolver quebrar um recorde mundial geralmente de uma coisa completamente inútil.

Fico imaginando a pessoa tendo uma idéia genial do tipo "vou ser a pessoa que vai guardar a maior quantidade de fiapos de umbigo do mundo" "vou ser o cara que vai ficar mais tempo sem respirar do mundo" "vou ser a pessoa que vai quebrar mais ossos e amassar mais o crânio ao se jogar de um prédio"

Aí o cara vai lá, se fode, bate o recorde, morre e PRA QUE?
Mais idiota que isso, só quem tenta quebrar seu próprio recorde em alguma coisa cretina dessas.



Bom, é isso pessoal.
Se eu lembrar de mais profissões que não entendo, faço a parte dois.
Ou não.

23 comentários:

Nathália Soldarini disse...

Morri de rir, bic! UASUUADUASUHASUUHAHUHAUHAUUAHUHAUHUHUAHUHAUHUAHUAUHUHAHU Muito criativo.

Bel! disse...

Gente, eu ri alto lendo isso, concordo com tudo, sempre me questionei o que leva gente a escolher profissões esdrúxulas, que arrisquem sua vida, sua integridade física e psicológica...a troco do quê, exatamente?! essa gente deve ser doida, só pode ser, clinicamente insana, não tem outra justificativa.

Catharina Preccaro disse...

Hahahahhaa....animal o texto. Alpinista pra mi é a mais sem sentido.

Enfim...vim fazer a parte social e explicar o q faz o Terapeuta ocupacional, como se vc quisesse saber mesmo...hahah.

Ele basicamente cata os depressivos e fica criando atividades pra eles não pensarem na depressão...manda eles fazerem quebra cabeça, croche e coisas do tipo....é mais ou menos isso.

Legal é q nego faz 4 anos de faculdade pra isso.

Beiijo Bic, sua linda.

Tchu disse...

meu sonho é ser correspondente de guerra hauahauaha fiz jornalismo p isso.. o porquê? Acho lindo mostrar pro mundo o terror que uma parcela da humanidade sofre. Sabe.. tentar abrir os olhos de quem tá no bem bom pra quem está sofrendo.
É um bom motivo né? Beijão!

Dra. Raquel C. disse...

auhsauhshuas qualquer uma que envolva esportes cansativos pra mim é uma idéia idiota, em especial alpinismo, sempre me perguntei PQ, PQ? E aquelas pessoas q querem atravessar a nado o mundo, de balao, de bexiga...

eu ja fiz terapia ocupacional pq me incluo no grupo dos deprimidos como a pessoa citou acima, eles sao psicólogos mais habilidosos porém sem a lábia de te consolar e tal.

Isabel disse...

Alpinismo é mesmo uma coisa sem noção. Não vou entender nunca.

Mas sabe o que é pior que recordistas? Quem trabalha no Guinness e afins. Nego passa a vida comparando as idiotices alheias.

Contenti =) disse...

Bancários existem pra que voce consiga continuar comprando seus sapatos sem problema com o seu cartão.

André disse...

Rídiculo e sem graça seu blog com um todo. Esse post em especial é ignóbil e preconceituoso. Alías tudo, inclusive os comentário são pura ignorância. Como eu realmente sei o que faz um Teurapeuta Ocupacional posso lhe garantir que a tal Catharina ai é mais ignorante que você. Quem trata depressão Catharina é psiquiatra e psicólogo. O T.O Trata de casos grave como mutilações, paralisia cerebral, autismo, deficit cognitivo enfim coisa muito mais importante e fundamentais do que escrever bobagens em blogs inúteis e preconceituosos que espalham ignorancia! Aliás a única coisa cômica no blog é a ignorância da autora e de seus leitores.

lee disse...

Adorei o Post, só acrescentando!
Terapeuta Ocupacional é o profissional que, com ajuda de um fisioterapeuta, re-adapta o paciente ao seu ambiente de acordo com suas "novas" necessidades, sejam ela causadas por acidentes, doenças mentais, etc.
Ex: uma pessoa que ficou tetraplégica e está retomando seus movimentos, o teraupeuta ensina a comer de novo, se pentear, td de acordo com a sua capacidade motora no momento! ;-)

Thalita disse...

Reporter/correspondente de guerra por muito tempo foi o auge da carreira de jornalistas. E é meu grande sonho. mais especificamente, Oriente médio.
Nem todo mundo curte uma vidinha acomodada e pacata. Precisa de emoção pra se sentir vivo.
E quanto a terapeuta ocupacional, cuida da dinamica entre terapias fisica se cognitivas, sobre tudo com pacientes com dificuldades motoras/cognitivas nativas ou pos-traumaticas. é usada por exemplo no estimulo de crianças com Down.

Fabiana disse...

Terapeuta Ocupacional é profissional que reabilita o sujeito através de atividades, promovendo autonomia nas atividades de vida diária. e ao contrário do que a menina falou lá em cima nos comentários, nao ficamos catando deprimidos na rua.

mas enfim...

Adorei o post e nunca entendi esse lance de alpinismo. hehehehehehehhe

Beijos e sucesso

Thalita disse...

Acho que tirando uma minoria chatinha q sonha ser ancora de telejornal, todo jornalista no fundo de seu coraçãozinho de melão quer ser correspondente de guerra.
É a faceta da profissão que tem o carater mais charmoso.
Desde pequena estudo pra cobrir conflito no mundo árabe. Meus próximos passos são aprender árabe, russo (mais falado que o hebraico, em israel) e hebraico.
Nem todo mundo escolhe ter uma vidinha pacata e acomodada, e o perfil de quem encara o jornalismo tem muito disso.

quanto a Terapueta Ocupacional é o profissional que se "ocupa" em auxiliar pessoas que nasceram com dificuldades motoras/cognitivas ou sofreram traumas que afetam estas áreas a se adaptarem a sociedade. Ensinar a um tetraplégico como realizar tarefas simples, ajuda no desenvolvimento cognitivo de crianças com Down... até onde eu sei é uma mistura de fisioterapia com psicologia cognitiva... corrijam me se eu estiver errada.

Gata Agressiva disse...

ih gente, ces levam tudo na caixa dos peitos. eu por exemplo, ñ entendo como comentarios desse tipo são aprovados pelo blog kkk.
no meu blog ñ divulgo comentarios como esse, pq se vc ker democracia va pras urnas. so divulgo os comments q falam bem #souMAL? kkk
bjos bic, te amo hoje e sempre (oi?)

ATT
FÃ!

Md' disse...

Além dessas tem uma outra que não entendo. Os fiscais de blogs

lzlala disse...

Não sou alpinista, nem entendo, mas já que nenhum se pronunciou... tvz um dos motivos seja esse: http://migre.me/4A6eh

Maria Izabel disse...

o grande problema das pessoas é que elas não sabem levar NADA na esportiva..durante todo meu curso (educação física) ouvi piadas a respeito, cursinho de verão, professor de amarelinhas e afins.. adorei o post, dei muita risada e queria saber o que a BIC pensa a respeito dos professores hahaha, tenho certeza que eu concordaria em gênero, número e grau!

follow me @belcisterna

Aquamarine disse...

Realmente o que vale a pena na vida é fica em casa comendo mini bis!!!!! Nossa que vida mais interessante a sua, é de pessoas como vc q o mundo é feito (: sorte para os bons!!

Aquamarine disse...

bic te adoro, amo seus blogss!! só vim causar!! heheheheheheheeheheheheheeeeeeeee

bjoos e mtos mini biss

Ana Paula disse...

Kkkk, fui bancária durante 6 anos e já cansei de falar q morro de saudades das greves kkkkk.
E gente, fala sério, vamos ter um pouquinho de bom humor e guardar a "metralhadora" para as coisas sérias né! É óbvio q se alguma profissão existe é pq ainda é necessária ou dá prazer para alguém.

Bjssss

Catharina Preccaro disse...

Gente levando internet a ferro e fogo até quando ó pai?

Venho por meio deste manifestar minha indignação com esse bando de pau no cu, que serão os responsáveis pelo bando de gente que não vai saber enfrentar o mundo devido à essa onda do politicamente correto.

Get a life.

Mas fico imaginando isso foi 1 post, imagina o que a coitada da Bic passa com gente assim todo dia no Morri e no Twitter.

Bic se vc quiser uma caixa de minibis eu te mando em solidariedade, pq olha qta paciencia.

Beijo, beijo.

Márcio Cássio Jr. disse...

Texto muito legal, mas bancário não enfrenta fila.

Petite Sorcière disse...

hahahahahaha
Quase caí da cadeira de tanto rir, já no início, com o título, já fui imaginando e rindo.

Realmente tem muita gente incompreensível nesse mundo e ainda arruma uma profissão que ninguém entende. O ser humano é realmente fenomenal! haha

=**

[Davi]_ disse...

Vim aqui fazer a defesa dos alpinistas!

Subo montanhas desde 2009 e comecei por um convite sem pretensões para fazer uma trilha leve que dava no pico de um morro (2000mts). No fim das contas acabei curtindo tanto que não consigo mais largar o esporte!

o "PRA QUE" subir montanha é muito subjetivo, mas de modo geral nós fazemos isso pelo simples prazer da aventura. Ninguém está lá para provar aos amigos que você é mais macho ou mais "durão". Montanhismo, escalada e alpinismo se resumem a uma competição entre você, o seu psicológico e a natureza.

Tudo bem se o programa de domingo de manhã de muita gente é acordar meio dia e comer lasanha, o nosso é acordar as 7:00 pedalar 50km e/ou escalar em algum lugar. A necessidade de se expor, se aventurar e de nos superarmos é o que dá sentido para tudo isso!


ps: alpinismo não é profissão e sim uma modalidade esportiva! (=